Notícias

Asper
Voltar 01 de Junho de 2018

14 Hábitos Para Melhorar Sua Qualidade de Vida


Todos sabem que, para viver uma vida saudável e feliz, há uma lista muito clara de coisas que sempre nos dizem: coma de maneira saudável, desconecte-se da tecnologia, sente-se com as costas retas, medite, organize sua casa e muito mais. Todas essas sugestões certamente estão corretas e você pode até ter adotado algumas delas. Mas mesmo se você combinar a maioria desses hábitos e dicas, a sensação de que algo está faltando e que a felicidade está escorrendo pelos dedos ainda paira sobre nossas cabeças.

Isso pode ser devido ao fato de que a felicidade está nas pequenas coisas, e é por isso que hoje queremos apresentar a você 14 dicas simples de hábitos que não exigem esforço especial, mas sua contribuição para o seu corpo e mente é tremenda. Você não precisa adotá-los o tempo todo, mas se experimentar algumas dessas coisas, você estará dando a si mesmo a qualidade de vida que merece.

1. Fique ansioso por coisas boas

Quando nosso cérebro está em um estado de antecipação por algo positivo, ocorrem processos que nos fazem experimentar uma sensação de felicidade, mesmo antes do evento acontecer. Esse fenômeno foi estudado e apresentado em uma publicação do jornal oficial da Associação de Pesquisa em Qualidade de Vida, e pode ser usado para melhorar sua satisfação com a vida facilmente. Você pode dizer a si mesmo que no final de um cansativo dia de trabalho, vai voltar para casa e assistir a um programa de sua preferência, ou pode esperar por um fim de semana com sua família, deixando de lado pensamentos negativos que só o machucam.

2. Tome decisões em conjunto

Existem muitas situações na vida em que tomamos decisões sozinhos, às vezes de forma justa e às vezes não. A independência resultante é bem-vinda, mas às vezes há uma alternativa melhor. Quando você toma decisões que afetam as pessoas ao seu redor (amigos, família ou colegas de trabalho), é muito mais importante incluí-las no processo de deliberação e tomada de decisões. Tal comportamento ajuda você a se sentir mais confortável e reduz a quantidade de estresse que você experimenta consciente ou inconscientemente.

3. Defina seu próprio alarme

Na era moderna da informação, todos nós temos acesso a uma vasta gama de conteúdo: diversos canais de TV, serviços de internet, jogos de computador avançados e vários aplicativos de telefone de entretenimento. Essa situação nos encoraja a absorver mais e mais conteúdo: assista a outro episódio, chegue a outro nível no jogo, veja mais algumas fotos no Facebook e só então vá dormir.

O problema é que, na maioria dos casos, isso nos faz ir para a cama muito mais tarde do que deveríamos, levando a danos significativos à nossa saúde e qualidade de vida. Para evitar isso, tente definir um "alarme reverso" que, em vez de te acordar, começará a tocar quando você precisar ir para a cama. A responsabilidade de desligar a TV, ou qualquer dispositivo similar ainda está em suas mãos!

4. Congele suas frutas e legumes

Para muitos de nós, não há nada mais frustrante do que ver comida estragando na geladeira. Essa frustração é fácil de entender porque parece que estamos jogando dinheiro no lixo. Naturalmente, a melhor maneira de evitar isso é simplesmente planejar seu cardápio familiar e refeições de maneira mais eficiente, mas quando não há tempo para fazê-lo ou quando ocorrem eventos inesperados, você pode simplesmente usar seu congelador. Você pode congelar uma grande variedade de frutas, legumes e pratos diferentes para mantê-los frescos e saudáveis por um longo tempo, a fim de desfrutar e obter seus benefícios para a saúde.

5. Não coma até ficar cheio

O estômago de uma pessoa comum normalmente não excede um litro e meio, e é claro que, quando comemos refeições grandes, ele incha e se alonga. Quando comemos quantidades muito grandes, esse inchaço pode esticar nosso estômago até um ponto em que seu tamanho mudará permanentemente, levando à necessidade de mais alimentos para alcançar a saciedade. Por esta razão, e muitas outras, é importante não comer até ficar cheio, além disso, é recomendado parar de comer antes mesmo de se sentir saciado.

Isso ocorre porque o corpo leva uma quantidade considerável de tempo para sinalizar ao cérebro que somos alimentados e não precisamos de mais comida, o que significa que, em muitos casos, comemos mais do que o nosso corpo realmente precisa. Então, basta encher seu prato um pouco menos do que você realmente quer, não se sentir obrigado a terminar toda a sua comida e tentar parar de comer alguns momentos antes de se sentir completamente cheio - a sensação de saciedade virá por conta própria.

6. Aprenda algo novo

As pessoas que sempre investem tempo aprendendo coisas novas, mesmo em idades mais avançadas, desfrutam de uma melhor qualidade de vida e uma sensação de felicidade. A causa pode ser que o cérebro esteja constantemente trabalhando e processando informações, mas também pode-se supor que essas são consequências positivas das vitórias que vêm com a aquisição de novas informações ou a distração de pensamentos negativos que o processo de aprendizagem fornece. Além da satisfação criada pela aquisição de novas informações, há também uma riqueza de evidências científicas de que aprender novas habilidades ajuda a manter um cérebro forte e saudável, apesar da idade.

7. Cante no chuveiro

A verdade é que você não precisa cantar só no chuveiro; pode cantar no carro, na cozinha e até no trabalho. De qualquer forma, você pode desfrutar de todos os efeitos surpreendentes no cérebro e no corpo, que incluem, entre outras coisas, reduzir a frequência cardíaca, proteger a saúde vascular, reduzir o estresse e até mesmo melhorar certas habilidades cognitivas. A razão pela qual tantas pessoas cantam no chuveiro é simplesmente que elas se sentem confortáveis em fazê-lo, mas na verdade não há necessidade de se envergonhar e você deve se orgulhar. Um estudo publicado em 2016 mostrou que o canto fortalece significativamente o sistema imunológico e ajuda as pessoas a gozarem de uma saúde mais forte. Pessoas que cantavam regularmente tinham baixos níveis de cortisol e seu sistema imunológico era mais forte do que aqueles que não o faziam.

8. Mude sua rotina

Nossa rotina é o que torna nossas vidas confortáveis e previsíveis, mas ao mesmo tempo é o que torna a vida chata, algo que pode levar à depressão. Felizmente, você pode aproveitar o melhor dos dois mundos e manter uma rotina relativamente constante na maioria dos dias da semana, mas inclua algumas pequenas alterações a cada dois ou três dias. Usar uma rota diferente para o trabalho, ou comer uma refeição em um lugar incomum, como um parque ou em uma varanda, são ações que fazem o cérebro pensar que estamos fazendo algo completamente novo, enquanto ainda desfruta da segurança e familiaridade da nossa rotina. Enganar o cérebro em pensar que está tendo novas experiências provoca felicidade e nos abre para muitas possibilidades das quais nem sempre estamos conscientes, então é definitivamente recomendado adicionar atividades rotineiras à sua agenda.

9. Faça um passeio de aprendizado pelo seu bairro

Continuando a seção anterior, uma das maneiras mais simples de mudar sua rotina é dar um pequeno passeio pelo seu bairro para conhecê-lo melhor. Você ficará surpreso ao encontrar lojas que você nem sabia que existiam, maravilhosos parques públicos e até mesmo restaurantes tentadores. Convide seu cônjuge, filhos ou amigos que moram na região e, juntos, vocês poderão conhecer melhor sua área. Além disso, se você optar por fazer essa caminhada, também desfrutará de atividades físicas moderadas e não estressantes, que podem beneficiar muito seu corpo.

10. Tente lembrar somente o que há de bom em sua vida por um dia inteiro

Quanto você gostou da última refeição que comeu? Quando foi a última vez que você parou para cheirar uma flor? Você está feliz de ir para casa e ver sua família? É provável que você não saiba como responder a essas perguntas porque elas se referem a coisas que damos como certas. Se você quer melhorar sua qualidade de vida, tente prestar atenção a todas essas pequenas coisas por um dia inteiro. Esses pensamentos ajudarão a destacar tudo o que é bom em sua vida e a esconder todas as coisas deprimentes com as quais você provavelmente dedicou a maior parte de seus recursos mentais.

11. Tente alcançar 10 mil passos por dia

Estudos anteriores determinaram que caminhar 10 mil passos por dia é uma ferramenta muito importante na luta contra o excesso de peso, doenças cardíacas e muitos outros problemas de saúde. Infelizmente, a maioria das pessoas está muito longe desse objetivo, mas isso não significa que você tenha que desistir! Assim como outras áreas da vida, a consciência é a chave para o sucesso e melhoria. Tudo que você precisa fazer é baixar um aplicativo de contador de passos e tentar andar um pouco mais a cada dia. Você pode caminhar até a mercearia em vez de dirigir, pode dar um passeio com seus filhos ou decidir ir até a mesa do colega, em vez de enviar algo por e-mail.

12. Defina metas comuns

Para melhorar nossa qualidade de vida, às vezes precisamos estabelecer metas para nós mesmos. "Eu quero terminar de ler X livros este mês", "Eu quero que nós reduzamos as despesas domésticas em X reais" e assim por diante. Definir metas como essas é altamente recomendável, mas se você fizer isso sozinho e não envolver as pessoas ao seu redor, isso poderá ter consequências negativas. Isso é duplamente verdadeiro quando se trata de metas que tem a ver com seu relacionamento ou toda a família. Quando outros compartilham seus objetivos, eles podem ajudá-lo ou pelo menos compreendê-lo, e evitar ficar no seu caminho.


13. Diga às pessoas o que você gosta nelas

Dizer "eu te amo" é uma ótima maneira de fortalecer seu relacionamento com seu parceiro, contribuindo para o seu sentimento de alegria e satisfação na vida. No entanto, dizer isso com um exemplo do que você ama faz com que seja ainda mais significativo. Isso não vai apenas aquecê-los por dentro, mas também aumentará sua autoconfiança. Quando eles estão mais felizes, você será mais feliz também!

14. Termine o dia com seu parceiro, mesmo que vocês não durmam no mesmo horário

Não importa se eles são jovens ou velhos, os casais nem sempre vão para a cama ao mesmo tempo e é perfeitamente normal, dado que eles têm diferentes horários e níveis de energia. Não há nenhum ponto em lutar contra isso e ficar acordado deliberadamente apenas para estar com o seu parceiro, mas é possível substituir esse desejo por outra ideia. Basta agendar o tempo no final do dia para relaxar juntos. Você pode fazer isso durante o jantar, assistir a um programa favorito, a uma curta caminhada, onde ambos compartilharão seu dia e geralmente relaxarão e descarregarão as experiências do seu dia para que você possa dormir mais relaxado, mesmo que vocês não o façam exatamente ao mesmo tempo.
 

Fonte: Assessoria


Hospital Carlos Chagas
Escritórios Regionais