Notícias

Asper
Voltar 24 de Junho de 2020

4 frases que você não deve dizer a alguém com crise de ansiedade


Mesmo com a melhor das intenções, muitas pessoas acabam se atrapalhando ao tentar abordar e ajudar alguém que sofre de ansiedade ou esteja enfrentando uma crise de ansiedade. Por falta de informações, acabam dizendo coisas que não só não ajudam o ansioso, como também, muitas vezes, acabam piorando a situação.

O Brasil, apesar de ser o líder no ranking de países com o maior número de pessoas ansiosas, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), ainda trata a doença como um tabu. Por aqui, são 18,6 milhões de pessoas que possuem algum distúrbio de ansiedade, que pode variar de grau e manifestação.

Há desde as pessoas que sofrem nervosismo, medo e apreensão em situações do dia a dia – como em uma apresentação em público – até pessoas que experimentam a reação de forma mais frequente, intensa e descontrolada, o que pode ser classificado como crise de ansiedade. É quando o medo e preocupações se manifestam em sintomas físicos, como tremores, sudorese, aceleração cardíaca e respiração irregular.

Esse quadro tem o potencial de evoluir para um ataque de pânico, depressão ou problemas de abuso de drogas. Por isso, é preciso ajuda psicológica.

Consultamos a psicóloga clínica Karine Santos, do Flows Psicologia, para entender quais os tipos de abordagens devem ser evitados ao tentar ajudar uma pessoa ansiosa.

Frases que você não deve dizer a uma pessoa com crise de ansiedade:

“Vai passar”

Na ânsia de solucionarmos o “problema” que o ansioso nos traz, dizemos pra ele que vai passar, mas mesmo o ansioso tendo enfrentado diversas situações similares, ele acredita que aquela situação e sentimento perdurarão mais do que de fato irá durar.

“Não faça drama” ou “Não é para tanto”

Minimizar o que o ansioso está sentindo não ajudará ele no momento em que está aflito. Ele definitivamente não está fazendo drama, ele está sofrendo e pensando o pior desfecho para a situação.

“Fique calmo”

Além de você não compreender o que o ansioso está tentando comunicar, pedir para ficar calmo o deixa mais nervoso, além disso, a pessoa já tem uma dificuldade para se acalmar.

“Isso não é grave, você está com saúde”

A ansiedade elevada causa prejuízos em diversos âmbitos, além do Brasil ser o país com mais ansiosos do mundo segundo dados da OMS.

Ansiedade é algo que precisa de atenção

Por outro lado, a psicóloga Karine Santos destaca que a abordagem a alguém ansioso exige empatia. “Utilize da escuta empática, se coloque no lugar da pessoa e acolha o que ela está sentindo”, sugere. “Se coloque no lugar da pessoa e acolha o que ela está sentindo. Diga que você está ali e que ela pode contar com você.”

Também é recomendável que, em um momento mais apropriado, após a crise passar, a pessoa seja aconselhada a pessoa a buscar uma ajuda especializada.

Fonte: Microsoft News


Hospital Carlos Chagas
Escritórios Regionais